Nunca é tarde demais, nem aos 90 anos.

posted in: Atividades | 0
Depois de fazerem um treino específico durante 12 semanas, um grupo de pessoas com idade superior a 90 melhoraram sua força, potência e massa muscular.
Isso refletiu-se num aumento da velocidade de caminhada, na maior capacidade para saírem das suas cadeiras, a melhoria no seu equilíbrio, numa redução significativa na incidência de quedas, uma melhoria significativa na força muscular e no aumento da massa nos membros inferiores.
Estes são alguns dos resultados do estudo levado a cabo pelo Mikel Izquierdo-Redín, Professor na Universidade de Navarra, recentemente publicado na revista Age.
Durante 12 semanas os nanagenarios fizeram treino um completo dois dias por semana: o programa incluía vários exercíciosprojetados especificamente para eles e que combinava exercícios de força e equilíbrio. Como Mikel Izquierdo explicou, “o treino melhorou a capacidade funcional, diminuiu do risco de quedas e melhorou a força muscular.
Além dos aumentos significativos na capacidade física de idosos que se encontravam numa situação vulnerável o estudo mostrou também que o treino de potência pode ser perfeitamente aplicado em idosos com fragilidades”.
Com o envelhecimento, a capacidade funcional dos sistemas neuromuscular, cardiovascular e respiratório começa a diminuir, e isso leva a um maior risco de fragilidade. A inatividade física é um dos fatores que mais contribui para a perda de massa muscular e da capacidade funcional, um aspecto fundamental na fragilidade.
“Do ponto de vista prático”, diz o Professor Izquierdo, “os resultados do estudo apontam para a importância da implementação de um programa de exercícios em pacientes deste tipo, exercícios para desenvolver a força muscular, equilíbrio e andar.”, na sua opinião, “seria benéfico aplicar os exercícios deste tipo entre idosos vulneráveis prevenindo o impacto do envelhecimento, melhorar o seu bem-estar e ajudá-los a adaptar-se à sociedade em que vivem.”
A idade deixa então de ser uma justificação válida, qual vai ser a sua desculpa agora para não treinar?
Por: Luisa Mesquita, colaboradora da “área ar” e personal trainer no projeto EKVILIBRO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *